Dezembro Vermelho 30 anos de luta contra a Aids

Dezembro Vermelho 30 anos de luta contra a Aids

Em 2018, a luta contra o Vírus da Imunodeficiência Humana – HIV e contra a Aids completa 30 anos. Três décadas desde que o dia 1º de dezembro foi promovido a Dia Mundial de Luta contra a Aids, com o objetivo de conscientizar a sociedade sobre essa doença que não tem cura.

 

Isso porque a principal ferramenta de combate às Infecções Sexualmente Transmissíveis (ISTs) é a informação. Quanto mais pessoas conhecerem as diversas maneiras de contágio, maior será a capacidade de prevenção, combate precoce e controle das doenças.

 

Algumas possíveis manifestações urogenitais do HIV / Aids são:

 

Rim:

 

Cálculos renais (secundários ao tratamento com indinavir)

Carcinoma de Células Renais

Linfoma (câncer originado no tubo responsável por filtrar as impurezas do sangue)

Hematúria (sangue na urina)

Pielonefrite (Inflamação do rim)

Abscesso renal

Bezoar fúngico (acúmulos compactados de material parcialmente digerido ou não, que permanecem no estômago)

 

Bexiga:

 

Disfunção neurogênica (falta de controle da bexiga)

Cistite (infecção bacteriana)

 

Genitália masculina:

 

Câncer de próstata

Prostatite (Inchaço da próstata)

Abscesso prostático

Sarcoma de Kaposi (câncer que provoca lesões nos tecidos moles)

Carcinoma de células escamosas e lesões pré-malignas (câncer causado pelo crescimento descontrolado de células escamosas anormais)

Disfunção erétil

Infecções Sexualmente Transmissíveis

Condiloma acuminado (verruga genital)

 

Com os regimes de tratamento atualmente disponíveis, o HIV / Aids está se tornando uma das doenças crônicas com as quais os pacientes viverão e os médicos administrarão no longo prazo. Por isso, o impacto e a influência no sistema urológico exigirão um olhar atento dos urologistas.

Deixe uma resposta

Fechar Menu