Cirurgia robótica:  quebra da patente do robô promete inovações tecnológicas

Cirurgia robótica: quebra da patente do robô promete inovações tecnológicas

A quebra da patente do robô cirurgião, esperada para 2019, tem animado especialistas de todas as áreas (sobretudo urologistas), e não é para menos.

O fato de que isso vai permitir a redução dos custos e consequente popularização dessas operações é, como já abordei por aqui, motivo mais que suficiente para muitas comemorações.

Estamos falando, afinal, de uma máquina atualmente fabricada por uma única empresa em todo mundo (a americana Intuitive) ao custo U$ 3 milhões (cerca de R$ 12 milhões).

Ao que parece, contudo, a quebra da patente do sistema robótico nos proporcionará mais que cirurgias acessíveis. Um artigo publicado no periódico British Journal of Urology sugere que as concorrentes da Intuitive chegarão ao mercado trazendo novos recursos e ferramentas, que prometem potencializar ainda mais as habilidades e competências do cirurgião.

Elaborado por médicos ligados ao Instituto alemão SLK Kliniken Heilbronn, o artigo identificou ao menos 9 novas marcas de equipamentos que chegarão ao mercado nos próximos 5 anos. A tendência, segundo os estudiosos, é que as máquinas se especializem em funções mais específicas. Por exemplo, algum dos recursos dos braços mecânicos (câmeras, pinças, laseres, etc), visão tridimensional ou vídeo transmissão.

E qual é a vantagem? É que tais especificidades podem não só tornar o robô mais eficaz em procedimentos urológicos em que ele já é aplicado, como também expandir seu uso para outras especialidades em que não há utilização do sistema robótico. Por exemplo, as cirurgias plásticas e ortopédicas (não estou dizendo que isso vai acontecer num futuro breve, ok? Apenas que estamos diante de uma TENDÊNCIA).

Entre as fabricantes mais aguardadas para o próximo quinquênio está a alemã Avatera. Destaque também para o Avicenna Roboflex, desenvolvido para a realização de ureteroscopia (exame do trato urinário superior, geralmente realizada por um endoscópio passado através da uretra, bexiga e então diretamente no ureter), com promessa de resultados bem mais rápidos.

O estudo listou ainda seguintes as marcas:

Telelap ALF‐X

Medtronic

REVO‐I

Medicaroid

SPORT e

SurgiBot

Agora é aguardar pra ver!

Deixe uma resposta

Fechar Menu